id As células mãe: ideias rápidas sobre as células mãe. O que são? Como se obtêm? Utilidade médica. Aspectos éticos. Clonagem terapêutica.
CÉLULAS MÃE

1. O que são as células mãe? São células pluripotenciais ou multipotenciais, isto é, que podem originar diversos tipos de tecidos (musculares, nervosos, ósseo, etc.). As células totipotenciais podem gerar um ser vivo completo, aquelas, por seu lado, apenas podem gerar uma parte. Por exemplo, numa cicatrização de uma ferida há uma nova geração de alguns tecidos onde estas células intervêm.

2. Onde se encontram as células mãe? Podemos reunir os lugares em três grupos:

  • No embrião - onde temos duas possiblidades:
    - No embrião de 5 dias - com 150-200 células -. A maioria são multipotenciais.
    - Em alguns órgãos do embrião mais desenvolvido: fígado, cérebro, medula óssea...
  • No sangue do cordão umbilical.
  • Em alguns tecidos do homem adulto, por exemplo no sangue periférico. Chama-se-lhes células mãe adultas.
  • Também se conseguiu reprogramar células normais, convertendo-as em células mãe.

3. Que utilidade podem ter as células mãe? Pretende-se que essas células originem tecidos que substituam outros lesionados por diversas doenças (Parkinson, Alzheimer, esclerose, lesões espinhais…): Tem a vantagem de, se forem do próprio paciente, não se produzirão rejeições.

4. Conseguiu-se algum êxito? Usando células mãe adultas já se conseguiram alguns êxitos em vários doentes. Por seu lado, com as células mãe embrionárias têm surgido problemas de tumores e cancros, pois tendem a produzir tecidos variados, enquanto que as adultas, depois de serem induzidas, se limitam a reproduzir os tecidos previstos. De acordo com isto, a linha de investigação correcta deveria continuar com células mãe adultas. Por outro lado, as células mãe embrionárias apresentam graves problemas éticos (consciência).

5. Que problemas éticos? Há vários casos:

  • A utilização de células mãe embrionárias é um grave erro, pois para obtê-las é necessário matar o embrião.
  • As células mãe adultas podem usar-se sem dificuldades éticas.
  • Da mesma forma, não há problemas éticos em obter as células mãe do cordão umbilical. Mas, talvez, originem tumores como as células mãe embrionárias.
  • Mais contraditório seria a clonagem terapêutica.
6. O que é a clonagem terapêutica? A chamada clonagem terapêutica consiste no seguinte procedimento: usando um oócito de quaquer mulher e, mediante a clonagem se coloca o núcleo pertencente a outro indivíduo com a finalidade de obeter um embrião igual ao indivíduo. Depois, mata-se o embrião clone obtendo assim as células mãe para o outro.
id