id A confissão: ideias rápidas sobre a confissão. Exemplo de pecados mortais e veniais. Como confessar-se bem? Efeitos da confissão.
A CONFISSÃO
1. Que efeitos produz o pecado? Resumindo o que se diz no tema sobre o pecado, os efeitos do pecado são dois:
  • Inclinação da vontade para o mal cometido.
  • Afastamento de Deus. Esta separação do Senhor pode ser menor - pecados veniais ou leves -ou chegar à perda da vida sobrenatural e da graça - pecados graves ou mortais-.
2. Exemplos de pecados veniais ou leves? Além dos actos graves realizados inadvertidamente, há muitos exemplos de pecados veniais: uma mentira, alguma preguiça, uma falta de respeito ou de caridade, murmurações ou burlas, desleixo nas orações, excessos na comida e na comodidade, gastos supérfluos, etc.

3. Exemplos de pecados mortais ou graves? Comete-se um pecado mortal quando, conscientemente, se realizam actos gravemente malvados. Alguns exemplos: insultar Deus, faltar à santa missa num domingo, cometer actos sexuais impuros, embebedar-se ou drogar-se, etc.

4. Que fazer para obter o perdão divino? Para que o Senhor perdoe estas ofensas tem de se fazer o que o próprio Deus previu. Precisamente para isto, Jesus Cristo instituiu o sacramento da confissão.

5. Basta confessar-se a sós com Deus? É bom pedir perdão a Deus com frequência e o Senhor pode perdoar-nos os pecados, assim o deseje. Mas Ele disse que perdoará os pecados se o sacerdote os perdoa e não o fará no caso contrário: "Aqueles a quem perdoardes os pecados, lhes serão perdoados; aos que os retiverdes, lhes serão retidos" (Jn 20, 23).

6. Que efeitos produz o sacramento da confissão? Os efeitos da confissão são variados e relacionam-se directamente com os efeitos do pecado:

  • Corrige a inclinação desviada da vontade.
  • Repara o distanciamento face a Deus, obtendo o Seu perdão.
  • Recupera a dignidade da alma diminuída pelo pecado.
  • Dá forças para vencer nas próximas tentações.
  • No caso de pecados mortais, a confissão devolve a graça e a vida sobrenatural que se tinham perdido e abre de novo as portas do céu.
  • Ao aproximar-se de Deus, a alma alegra-se. Por isto, depois da confissão costuma-se notar a alegria.
7. Como confessar-se bem? Para confessar-se procura-se um sacerdote e pede-se a sua ajuda para fazer bem a confissão. Começa-se dizendo o tempo aproximado desde a última confissão. Depois indicam-se os todos os pecados, tendo em conta que devem dizer-se todos os pecados mortais, distinguindo-os uns dos outros e expondo o número de vezes aproximado que se cometeram; por exemplo: faltei cinco domingos à missa, emborrachei-me duas vezes, etc. Dos pecados veniais não é necessário precisar o número; basta dizer, por exemplo, tive preguiça, aborreci-me…

8. Alguma outra condição? Trata-se de pedir perdão a Deus e o requisito principal é estar arrependido; como consequência, haverá firma intenção de não voltar a cometer esses pecados.

9. E se se pensa que ce voltará a cair? Para confessar-se no se requer que se adivinhe o futuro, mas que se tenha no presente a intenção firme de não pecar.

10. É possível confessar-se só de uns pecados, sem arrepender-se de outros? É preciso arrepender-se e manifestar todos os pecados mortais, pois um só impede a recepção da graça e a cura da alma. Se se trata de pecados veniais, não é necessário abarcar todos.

11. Que fazer depois de se confessar? Convém dar muitas graças a Deus por nos perdoar uma vez mais. Sem o sacramento da confissão, a vida seria triste e desesperada.

id