id O destino e o futuro: ideias rápidas sobre o destino. Pode-se adivinhar o futuro? Exemplos de futuro que já conhecemos.
O DESTINO E O FUTURO
1. Podemos adivinhar o futuro? Baseados na experiência poderemos prever algo que acontecerá. A fidedignidade depende da maior ou menor ligação entre as causas presente e os efeitos futuros. Assim se fazem as previsões meteorológicas: estuda-se o presente tendo em conta o passado e tiram-se conclusões mais ou menos certeiras sobre o futuro.

2. Adivinha-se o futuro através das cartas/tarot, horóscopos/astrologia, quiromancia, etc.? Não, não. Simplesmente permitem que a imaginação humana se distraia inventando fábulas de acordo com palavras, os gestos ou desenhos inventados por outros homens quem também não conhecem o futuro. (E que ganham dinheiro com esta diversão que proporcionam). O mesmo sucede no espiritismo, com um perigo adicional da possível intervenção de demónios.

3. Os anjos e os santos podem adivinhar o futuro? As sua previsões podem sem mais certeiras que as nossas devido à sua maior inteligência e melhores dados. No entanto, o futuro só o conhece Deus nosso Senhor que é eterno.

4. Pode Deus comunicar-nos o futuro? A Bíblia mostra-nos abundantes profecias onde Deus anuncia algum futuro. Esses vaticínios costumam estar unidos a um convite ao esforço e à conversão. O Senhor manifesta-nos o que necessitamos e quando nos convém.

5. Alguns exemplos de futuro que já conhecemos? Sabemos que vamos a morrer e que nos apresentaremos ante o juízo de Deus. Sabemos que aqueles que praticam o mal serão castigados (inferno), enquanto que se praticarmos o bem seremos premiados com o céu futuro, além de sermos mais felizes na terra.

6. O que sucederia se conhecêssemos o futuro por completo? Além de tranquilizar a nossa curiosidade, a consequência principal seria a de deixar de esforçar-se. Para quê lutar se, faça o que fizer, sei o que me vai acontecer? Por isto, Deus nosso Senhor prefere não nos anunciar todo o futuro.

7. Se Deus sabe o que faremos, somos livres? Deus conhece o que livremente decidiremos realizar, mas esta visão não diminui a nossa liberdade. Por exemplo, quem vê um jogo diferido conhece o resultado e o que farão os jogadores, mas são eles quem joga. (No caso de Deus, o jogo não se jogou, mas está a jogar-se). Outro exemplo, o Senhor conhece os números da lotaria, no entanto, o sorteio é real e sem batota. De qualquer modo, este tema é algo complicado e é melhor não andar com ele às voltas. Basta que tomemos decisões agradáveis a Deus e assim dirigimos a nossa vida ao melhor destino possível: o céu.

8. Há algum modo humano de conhecer o futuro? Há um modo curioso de conhecer algo do futuro próprio. Para tal é necessário ter e exercitar a virtude da lealdade. Esta virtude é o hábito de cumprir a palavra dada, bem como os compromissos adquiridos. Como consequência, se uma pessoa leal se compromete a algo, adivinha parte do seu futuro pois sabe que cumprirá a sua palavra. Por exemplo, quem se compromete a cuidar de jardim de 5 a 7 de um mês, conhece bastante bem duas horas diárias do seu futuro. Curioso.

id