id A dignidade humana: ideias rápidas sobre a dignidade humana. Bases e consequências. Práticas que levam à perda de dignidade.
A DIGNIDADE HUMANA
  • A. A dignidade humana.
  • B. Utilização e dignidade.
A. A DIGNIDADE HUMANA

1. O que significa dignidade? Dignidade é grandeza, excelência; é uma qualidade ou bondade superior pela qual algo ou alguém goza de especial valor o estima.

2. Em que se baseia a dignidade humana? O homem possui grande dignidade principalmente por motivos espirituais (por isto se percebe porque um ateu dispõe de menos razões para respeitar o ser humano):

  • Estamos dotados de uma alma espiritual e imortal. Fomos criados à imagem e semelhança divinas. Possuímos entendimento e vontade.
  • Deus fez-se homem: a Segunda pessoa da Santíssima Trindade tomou a natureza humana.
  • Deus ama-nos.
  • A graça outorga ao homem a dignidade especial de filho de Deus. Por isso é que um pecado mortal é o que maior dano causa ao homem e à sua dignidade pois faz perder o dom da graça e a filiação divina.
3. Consequências desta dignidade em relação à alma humana.- Antes de tudo é importante evitar os pecados. E se se cometeram, convém confessar-se rapidamente para recuperar a graça e com ela a dignidade de filhos de Deus. Em geral, trata-se de cuidar a alma própria e alheia. Exemplos:
  • Respeitar a inteligência própria e dos outros, procurando dizer a verdade.
  • Caridade com o próximo recusando ódios, burlas e murmurações. Amar a liberdade dos outros. Evitar fanatismos.
  • Desvelo pela vida espiritual própria e dos outros. Por exemplo, dando catequese.
4. Consequências desta dignidade no que se refere ao corpo humano.- O corpo humano participa da dignidade da pessoa e deve ser tratado com o respeito e cuidado correspondentes. Exemplos:
  • Respeito à propriedade dos outros. Ajuda a países e pessoas necessitadas. Solidariedade. Cuidado com a própria vida e com a alheia. Recusar o aborto e a eutanásia. Afastar as drogas.
  • Adornar e vestir correctamente o corpo humano, usando uma moda digna.
  • Respeitar o próprio corpo bem como o alheio. Inclui-se a moderação na comida e bebida, bem como o correcto uso do sexo.
5. Como é o uso digno e correcto do sexo? A dignidade do homem nestes aspectos exige várias coisas:
  • O corpo humano não deve ser objecto do uso ou troca (hoje com uma pessoa, amanhã com outra). Só se deve entregar a alguém quando há previamente um compromisso firme, diante de testemunhas (cerimónia de casamento) de querer-se para sempre.
  • As faculdades geradoras da pessoa humana têm uma missão de grande categoria: trazer ao mundo outros seres humanos. Usá-las unicamente para obter prazeres é rebaixar em grande escala a sua dignidade.
Estas perdas de dignidade são bastante claras e qualquer pessoa se sente maltratada quando se dá conta de que está a ser usada de uma forma temporária ou como objecto de prazer.

B. DIGNIDADE E UTILIZAÇÃO

1. O que é utilizar? Utilizar é empregar algo para atingir um fim. Utiliza-se um martelo para pregar um prego. Utiliza-se um cão para vigiar a casa, etc.

2. Quem pode utilizar algo? Em sentido restrito, apenas os seres inteligentes e livres podem estabelecer um fim às coisas. Um cavalo utiliza para comer, mas tal foi assim determinado pelo Criador e o cavalo não decide.

3. O Senhor utiliza os homens? O Criador dispôs um fim que torna o homem feliz. - o céu junto Dele - mas quis que fossemos inteligentes e livres e, por tanto, desejou que o homem pudesse auto-dirigir-se para esse fim. Esta liberdade forma parte importante da dignidade humana.

4. Como se perde a dignidade por utilização? A perda da dignidade neste aspecto pode ser de dois modos:

  • Por imposição de um fim, atentado contra a dignidade de um homem livre. Neste caso, o homem inteiro é utilizado.
  • Usando as coisas de um modo inferior à dignidade natural que possuem, recebida do Criador. Assim se emprega mal uma qualidade humana.
5. Exemplo de perda de dignidade por imposição de fins? Procuremos exemplo em que se priva o homem da vida, coisa que nenhuma pessoa deseja perder. Assim fica claro que é um fim imposto, contrário à liberdade e dignidade humanas.
  • Na escravidão, o servo carece de direitos e está completamente sujeito à vontade e fins que o seu amo deseje.
  • No nazismo, os judeus eram massacrados com o fim imposto de melhorar a raça.
  • No aborto, os embriões humanos são destruídos para conseguir fins alheios ao embrião.
  • No terrorismo, matam-se seres humanos por um fim político que eles não desejam.
6. Exemplos de perda de dignidade por má utilização? Aqui os casos são mais difíceis de reconhecer pois uma pessoa pode decidir. Exemplos:
  • Utilizar a inteligência para roubar ou causar dano a outros é uma perda de dignidade para esse entendimento.
  • Aqui inclui-se o mencionado sobre o sexo. Empregá-lo unicamente para obter prazer diminui muito a dignidade da sexualidade, desprezando o grande dom de trazer filhos ao mundo.
  • Usar o tempo principalmente para a diversão deteriora a dignidade operativa do homem que deixa de fazer obras boas. A capacidade humana de fazer o bem fica diminuída.

7. Estas consequências coincidem com os mandamentos? É lógico que coincidam pois Deus deseja o nosso bem e a nossa dignidade. Os atentados contra a nossa dignidade ofendem o Criador. Nos pecados há uma lesão à dignidade dos outros homens ou de si mesmo, ou uma tentativa de ataque à dignidade divina.

id