id A família: ideias rápidas sobre a família. O que é a família? Como surge? Convém que a família seja numerosa?
A FAMÍLIA

1. O que é uma família? Pode-se descrever a família como o grupo de pessoas formado por um casal e os seus filhos. No sentido amplo, chama-se família a qualquer associação, sobretudo reina um ambiente cordial. No entanto, nestes casos costuma procurar-se um bem parcial - desportivo, musical… - enquanto que na família em sentido restrito se deseja o bem geral dos seus membros enquanto pessoas.

2. Enquanto pessoas? Noutras sociedades aprecia-se alguém por alguma qualidade. Na família, os membros querem-se entre si por serem da família independentemente das suas qualidades ou comportamentos; (dignidade).

3. Os pais devem permitir qualquer comportamento? Não, não. Devem impulsionar as boas acções e corrigir as más. Mas esta correcção faz-se precisamente procurando o bem do filho, a quem se ama com os seus defeitos. Defeitos esses que convirá reduzir para o bem de todos. Por outro lado, os pais tão pouco devem intervir em todos os erros pois um rigor excessivo seria contraproducente. Às vezes há que aplicar a tolerância.

4. Como surge a família? A família tem a sua origem na natureza humana que deseja a sobrevivência dos indivíduos e da espécie. Deste modo, há uma inclinação natural para o casamento, a procriação e a educação dos filhos. A família é o âmbito natural para o desenvolvimento harmónico da pessoa humana.

5. A família é o melhor ambiente para o crescimento humano? O coração humano necessita de amar e ser amado. O melhor ambiente para o desenvolvimento do homem é o lugar onde uma pessoa seja apreciada e possa ajudar os outros. E como temos defeitos, o melhor ambiente inclui amar e ser amado independentemente dos defeitos. Isto sucede na família. Sobretudo nas famílias numerosas, onde se pode exercitar mais o aspecto de amar os outros.

6. Convém que a família seja numerosa? Convém que cada família tenha os filhos que Deus deseje outorgar-lhe. Geralmente é melhor que seja numerosa, mas a resposta depende do ponto de vista:

  • Desde o aspecto económico e da comodidade, uma família numerosa cria problemas, até que os filhos cresçam.
  • Para a sociedade, é melhor que nasçam muitas pessoas pois haverá mais gente para levar o país para a frente. Uma nação sem filhos extingue-se.
  • Para os filhos, é melhor crescer rodeados de irmãos, pois aprendem muitas habilidades sociais e de convivência. Neste sentido, o número mínimo de filhos recomendado seria de três, pois a relação entre só duas pessoas proporciona hábitos sociais diferentes aos de um grupo maior. Obviamente, uma família com maior número de filhos permitirá um exercício social mais amplo.
  • Para os pais, é melhor uma descendência numerosa que prolongue a sua paternidade e juventude. Os filhos dão muitas alegrias.
  • Para o casamento, é bom ter uma família numerosa pois os filhos libertam do egoísmo e proporcionam estabilidade ao casamento.
7. E se não vêm os filhos? Para qualquer casal é uma grande dor que não nasçam filhos. Haverá que suportar este sofrimento com paciência, como qualquer outra pena nesta vida.

8. É conveniente adoptar? Não há uma resposta fixa, mas depende de cada situação. Terá de se considerar o bem da família e do filho adoptado.

id